28 de março de 2015

Festival do Lollapalooza: atenção aos horários da operação dos trens

Compartilhe

Para atender o público que participará do Festival LollaPalooza, que acontece em Interlagos no próximo fim de semana, dias 28 e 29 de março, os trens da Linha 9-Esmeralda [Osasco-Grajaú], da CPTM circularão com intervalos médios de 6 minutos, menor do que o programado para os fins de semana.

A estratégia também prevê, além da redução do tempo entre os trens, reforço nas equipes operacionais e de segurança e instalação de direcionadores de fluxo no acesso à estação Autódromo, visando agilizar o embarque dos usuários, durante o retorno. A estação Autódromo fica a 600 metros do portão G do Autódromo de Interlagos.

No sábado, a circulação de trens ocorre até a 01h00 [da madrugada de domingo], assim como a integração em Pinheiros com a Linha 4 - Amarela do Metrô. 

Os usuários que utilizam transferência para outras linhas [Metrô ou CPTM] devem estar na estação de transferência para a linha desejada antes da 1h. Assim, por exemplo, quem quiser se transferir para a Linha 4-Amarela, do Metrô, na estação Pinheiros, no sábado, deve tomar o trem na estação Autódromo até às 00h20 para que esteja na estação Pinheiros a tempo da transferência. 

Já no domingo, os trens da CPTM e da Linha 4 do Metrô circulam até a meia noite. Os usuários que desejam fazer a transferência para a Linha 4-Amarela na estação Pinheiros devem embarcar na Estação Autódromo até às 23h20. 

A CPTM recomenda aos usuários que adquiram antecipadamente o seu bilhete para facilitar a viagem, bem como cuidem para que não molhe ou dobre, com o risco de desmagnetizá-lo e ser recusado na catraca. Mais informações na Central de Atendimento ao Usuário, que atende 24h pelo telefone 0800 0550121. Também no site www.cptm.sp.gov.br ou ainda no Aplicativo CPTM, disponível nas principais plataformas através dos smartphones com sistemas operacionais Android, IOS e Windows Phone.

Obras de modernização alteram a circulação de trens

Compartilhe

Neste fim de semana, 28 e 29 de março, a CPTM [Companhia Paulista de Trens Metropolitanos] prosseguirá com as obras de modernização em suas linhas. Por isso, os trens circularão com maiores intervalos em trechos e horários específicos. Confira a programação e antecipe sua viagem: 

Linha 7-Rubi [Luz - Francisco Morato - Jundiaí]

Sábado: a partir das 23h, serão realizados serviços na rede aérea nas estações Água Branca, Lapa e Piqueri. O intervalo médio entre as estações Luz e Francisco Morato será de 24 minutos.

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Perus e Baltazar Fidélis para obras de infraestrutura e modernização da rede aérea. Serão disponibilizados ônibus de conexão com parada para embarque e desembarque próximo da Estação Franco da Rocha. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 28 minutos entre as estações Luz e Perus, e 30 minutos entre Baltazar Fidélis e Jundiaí.

Das 7h às 19h, haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Botujuru e Campo Limpo Paulista. 

Linha 8-Diamante [Júlio Prestes - Itapevi - Amador Bueno]

Domingo: das 4h à meia-noite serão realizados serviços no sistema de rede aérea entre as estações Barueri e Jandira. Das 9h às 19h haverá intervenções nos equipamentos de via permanente entre as estações Domingo de Moraes e Imperatriz Leopoldina. O intervalo médio será de 20 minutos entre as estações Júlio Prestes e Itapevi.

Linha 10-Turquesa [Brás - Rio Grande da Serra]

Domingo: das 4h às 18h, haverá serviços no sistema de rede aérea nas proximidades da Estação Guapituba. O intervalo médio será de 10 minutos entre as estações Brás e Mauá, e de 20 minutos entre Mauá e Rio Grande da Serra. 

Linha 11-Coral/Expresso Leste [Luz - Guaianases]

Domingo: das 4h às 6h, a circulação ficará interrompida entre as estações Tatuapé e Corinthians-Itaquera, em razão da implantação da cobertura da passarela da Estação Guilhermina-Esperança. A opção para os usuários será a transferência para a Linha 3-Vermelha do Metrô. O intervalo médio será de 11 minutos entre as estações Luz e Tatuapé, e 24 minutos entre Corinthians-Itaquera e Guaianases.

Das 8h até meia-noite, os trabalhos estarão concentrados nos equipamentos de via permanente nas proximidades da Estação Tatuapé. O intervalo médio do Expresso Leste será de 22 minutos.

Linha 11-Coral/Extensão [Guaianases - Estudantes]

Domingo: das 4h até meia-noite, a circulação ficará interrompida entre as estações Guaianases e Jundiapeba para realização de obras de infraestrutura das novas estações Ferraz de Vasconcelos e Suzano. Serão disponibilizados ônibus de conexão com parada para embarque e desembarque nas estações Antônio Gianetti, Calmon Viana e Suzano. As senhas para utilização dos coletivos deverão ser retiradas nas estações. O intervalo médio será de 25 minutos entre Jundiapeba e Estudantes.

Linha 12-Safira [Brás - Calmon Viana]

Domingo: das 7h até meia-noite, haverá intervenções no sistema de rede aérea entre as estações Comendador Ermelino e São Miguel Paulista. O intervalo médio será de 25 minutos em toda a linha.

Em caso de dúvidas ou informações complementares, a CPTM coloca à disposição o Serviço de Atendimento ao Usuário: 0800 055 0121.

25 de março de 2015

Problemas na Linha 10 da CPTM engaja usuários na Internet

Compartilhe
"Por que, nas últimas semanas, o trem da linha 10 Turquesa tem levado o dobro do tempo de Mauá até Tamanduateí, CPTM?", quer saber uma usuária do Twitter, na última terça-feira (24). 

O twitter oficial da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) não respondeu à pergunta, mas o tweet foi divulgado por outra conta, a @Linha10_CPTM, que monitora o transporte sobre trilhos que liga o ABC à capital. Reclamações como a da internauta são recorrentes. Segundo o responsável pela conta na internet, a linha férrea está "parada no tempo, sem receber qualquer investimento".

O twitter faz parte de um projeto independente chamado Diário da CPTM, que apresenta informações em tempo real sobre os serviços da empresa. De acordo com as análises do administrador Ricardo Guimarães, as fortes chuvas que têm atingido a região provocam enchentes nos trilhos e reduzem a velocidade dos trens. "Mas esse não é o maior problema", afirma o monitorador. "Há pouco tempo, os trens apresentavam princípios de incêndio com frequência. A Linha 10 foi a única a não receber trens novos. Problemas como esse só serão resolvidos com a renovação da frota".

De fato, o Repórter Diário divulgou, em 19 de fevereiro, um incêndio que aconteceu numa das composições do trem que seguia para Rio Grande da Serra, enquanto esteve na estação de Ribeirão Pires. A CPTM não se pronunciou sobre o ocorrido, limitou-se apenas a informar os usuários a respeito do problema através de seus canais oficiais na internet.

Guimarães, que afirma receber informações "superficiais" da CPTM, cita que a companhia já realizou a compra de um novo lote de trens, mas não há previsão de quando será entregue. Especula-se, também, que a entidade incluirá trens da série 1100, mais antiga, para reforçar a atual frota de trens série 2100, mas "a empresa nega que esteja com planos de colocar tais composições na linha", afirma o administrador. "Os trens que estão em funcionamento são feitos para percorrer longas distâncias, não são feitos para atingir grandes velocidades, não são a melhor opção para o transporte no meio urbano", esclarece.


Participação 

Quem segue e acompanha os perfis nas redes sócias do Diário da CPTM podem contribuir com informações, imagens e reclamações. Nos últimos dias, observa-se que a conta @Linha10_CPTM tem difundido mensagens indignadas dos moradores do ABC que enfrentam dificuldades no trajeto até São Paulo. Estações lotadas e as sujeiras nos seus entornos, que não são de responsabilidade direta da CPTM e sim das prefeituras, também incomodam os usuários. 

O perfil tira dúvidas dos usuários, informa previsões de regularização da velocidade das vias, e cede informações oficiais da CPTM. "Mas não temos restrição nenhuma em informar o que realmente acontece", diz Guimarães.
O Diário da CPTM foi criado em 2010, quando os novos trens da CPTM começaram a circular. O administrador afirma tomar cuidado para não divulgar dados falsos em sua conta. "Eu sempre checo, antes, diretamente com a companhia, para saber se há procedência no que os seguidores dizem. O aplicativo CPTM Oficial também ajuda nesse processo", conta o administrador. "Quando criei a proposta, tomei a liberdade de fazer o que a empresa não fazia, que era se comunicar com os usuários, e isso é o que ainda busco fazer".

CPTM

A companhia informou, em nota, que, como os trilhos circulam a céu aberto, os serviços estão sujeitos as interferências do tempo, como chuvas, alagamentos, raios, quedas de árvores, além de invasões de veículos e pessoas na faixa ferroviária. No que diz respeito ao tempo, a CPTM afirma consultar o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências) da Prefeitura de São Paulo e a Defesa Civil do Estado deSão Paulo para, em caso de chuvas fortes, reforçar a equipe de manutenção e de funcionários. Há também para-raios instalados e obras pontuais executadas em trechos onde os alagamentos são mais críticos.

A empresa, porém, ressalva que "a solução definitiva [dos problemas] depende de ações conjuntas com órgãos estaduais e prefeituras. A CPTM esclarece que vem atuando junto aos órgãos envolvidos no sentido de realizar ações conjuntas, para que efetivamente seja obtido o resultado esperado", diz a assessoria.

Por fim, a CPTM afirma que a infraestrutura está sendo modernizada, com novas estações sendo construídas e reformas nas antigas. Não é informado, porém, o prazo para finalização de tais obras. "Estão em fabricação mais 65 trens, que começam a ser entregues a partir do fim deste ano", promete a companhia.

Reporter Diário
Victor Hugo Felix
As notícias veiculadas acima, na forma de clipping, são acompanhadas dos respectivos créditos quanto ao veículo e ao autor, não sendo de responsabilidade do blog Diário da CPTM.
Funcionamento das estações: (*) das 4h às 00h (segunda a sexta e domingos) e das 4h à 1h (sábados)

NOTA: A CPTM garante ao usuário a transferência entre linhas, desde que esteja em sua última estação de transferência até as 00h00


(*) Último trem do terminal de Jundiaí para Francisco Morato tem partida programada às 23h30.